A cultura na cidade de Socorro

Conheça mais sobre a cultura na cidade


Personagens e figuras ilustres do município e as atividades que os tornaram notórios

1 - Dr. João Batista Gomes Ferraz - Vereador, Prefeito, Deputado Estadual (o primeiro socorrense a ocupar esse cargo), Deputado Federal e membro da comissão que erigiu o Mausoléu do Soldado Constitucionalista, no Ibirapuera em São Paulo, ocupando ainda diversos cargos públicos durante a sua vida. 

2 - Antonio Ferragutti (Toninho Ferragutti) - Músico acordeonista, conhecido internacionalmente, com certeza um dos melhores do Brasil. 

3 - Poeta Lino Guedes - Falecido em 1951, o socorrense viveu aqui sua infância. Filho de escrava (preta Benedita, da casa do Cel. Olímpio que, por sua bondade, vivia em liberdade), era ele uma gentileza a toda prova. Suas primeiras letras aprendeu em Socorro e a escola normal fez em Campinas, onde escreveu para o Diàrio e o Correio Popular. Mudou-se para São Paulo e tornou-se um poeta. Canta o que sente. Escreveu muitos livros de versos, entre eles: Sorrisos do Cativeiro, Urucungo, O canto do Cisne Negro, etc...
Segue abaixo um verso que mostra muito bem sua característica:

"Vamos sair hoje a tarde
Traga a sua chinelinha
Também aquele vestido
Que lhe deu a sua madrinha,
De uma coisa não se esqueça:
Veja bem de vir...sozinha..."

3 - O Poeta Carlos Eduardo Marcos Bonfà, nascido em Socorro (São Paulo) em 09/02/1984 é filho de Carlos Ivan Bonfà e Cleide Marcos Bonfà, é escritor e crítico literàrio graduado em Letras e mestre em Estudos Literàrios pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP) e doutorando em História Literària e Crítica pela Unicamp. Trabalhou como pesquisador na UNESP (bolsa FAPESP na graduação e CNPq no mestrado), assim como atualmente trabalha na Unicamp (bolsa CAPES). Dentre as publicações impressas e eletrônicas, publicou poemas na versão online da importante revista "A Cigarra".

Poema - "CARNE"

Carne:
Império do sal, 
Que em gesto e som,
Tem fé na terra E no céu. 
Antes, semente.
Semente 
De semente repleta. 
Carne: 
Substância saturada 
De desejo. 
é de fogo:
Queima; 
Em prazer,
Imita vagas,
Vagando em til. 
Carne: 
única presença 
No vazio. 
Sol que sua, 
E soa. 
Carne: 
Dor, dormência.
Leito da morte,
Que desperta, 
Sempre, 
Num único levantar.
Carne: 
Concentrado mar.



© Copyright 1998 - 2017 - CidadedeSocorro.com.br
by Frequencia.com.br